Coronel Ferreira é cidadão Imperatrizense ‏


Post

O título de cidadania ao coronel da reserva da Polícia Militar do Maranhão, José de Ribamar Castro Ferreira, foi concedido por unanimidade pela Câmara Municipal de Imperatriz na sessão desta quarta-feira (19). A honraria é indicação conjunta dos vereadores Rildo Amaral (Solidariedade) e Adhemar Freitas Júnior (PSC).
Coronel Ferreira, 70 anos, nasceu em São Luís no dia 28 de julho de 1948, filho de Mariano Diniz Ferreira e Albertina Castro Ferreira, os dois já falecidos. Ingressou na PM do Maranhão no dia 13 de fevereiro de 1969, após concluir o curso na academia de Fortaleza (CE).

Em 1972 tornou-se oficial e no dia 8 de dezembro de 1974, como segundo tenente, chega a Imperatriz para assumir a 1ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), permanecendo no cargo por treze anos, período em que obteve promoções, chegando a capitão. 

Em 1989, retorna a Imperatriz já como major e assume cargo na administração municipal na área de segurança pública. Em 1990 volta para São Luís e assume como diretor-adjunto de Pessoal da PMMA.

Em 1991 entra de licença para estudar no curso de Especialização de Trânsito da Universidade Federal de Uberlândia (MG). Participou da Comissão Temática que ajudou a elaborar o novo Código de Trânsito Brasileiro. Ao término do curso, recebeu o convite da universidade para permanecer como professor convidado do Núcleo de Pesquisas do Trânsito.
Foi elevado à patente de tenente coronel (1993), membro da comissão de criação do Serviço Tático Aéreo do Maranhão (1994), recebe a patente de coronel (1996).  

Tem dois filhos, Jorge (militar) e Lincoln (economista). Casado com dona Adi, sua segunda esposa, tem uma filha adotiva, Alfeza. Tem dois netos, Handel e Ana Cristina.