03/04/2014 22:20:07

Câmara debate em audiência pública criação de museu‏

Vereador João Silva orienta que Projeto de Lei deve ser apresentado pelo Poder Executivo

Vereadores aprovam criação de Museu Municipal Vereadores aprovam criação de Museu Municipal. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

Imperatriz – A proposta de criação de um museu em Imperatriz, sugerido pelo vereador Marco Aurélio da Silva Azevedo (PCdoB), foi discutida em audiência pública nessa quinta-feira (3) no plenário Léo Franklin, da Câmara Municipal. Para ele, o Poder Legislativo não pode ficar alheio nessa discussão, pois traz um peso político e de representatividade institucional.

“O jornalista Wilton Alves, o Coquinho, estimulou essa necessidade de discussão e debate para criação do museu, haja vista, que muito se tem feito pelas pessoas que amam essa questão da defesa do patrimônio cultural e da histórica de Imperatriz”, destacou o vereador Marco Aurélio.

O vereador Carlos Hermes (PCdoB) considera “uma necessidade premente o debate para preservação da memória de nossa cidade, assim como defende o reforço de articulação das instituições no sentido de proteger o patrimônio histórico e cultural [material e imaterial] do município Imperatriz”. Para ele, “Imperatriz é uma cidade que ainda não construiu a sua identidade cultural e histórica, dispondo de vários prédios que relatam os fatos históricos da mais importante cidade do interior do Maranhão”.

“É preciso que haja uma articulação dos governos municipal, estadual e federal para que viabilizem condições logísticas, financeiras e de pesquisas científicas para consolidar o projeto de criação desse museu em Imperatriz”, propôs. O jornalista e ex-vereador Edmilson Sanches repassou a 1ª vice-presidente da Comissão de Educação, Cultura, Lazer e Turismo, Fátima Avelino (PMDB), comunicação oficial datada em 11 de novembro de 1999 que discutia a proposta de criação do museu de Imperatriz.

“Em março de 2012, indicação aprovada em plenário, solicitava ao prefeito do município que fizesse gestões para que Imperatriz fosse buscar em São Luís por meio de medidas administrativas, políticas ou judiciais essas peças históricas que pertencem a Imperatriz”, relatou ele.

O vereador e advogado João Silva (PRB) orienta que “essa câmara deve tratar de assuntos públicos, pois todos aguardam com ansiedade que o prefeito Madeira encaminhe projeto de lei criando o Museu Municipal de Imperatriz”.

“Já passou do tempo. Imperatriz não tem memória e história, pois não podemos perder uma manhã toda para nada”, disse ele, que desafiou que “dessa audiência pública sair algum resultado positivo”. 

“O que pode sair de positivo hoje é uma investida da colega vereadora Caetana Frazão, presidente da Comissão de Educação e Cultura, encaminhando um documento ao prefeito para que envie a essa casa de leis um projeto de lei criando o Museu Municipal de Imperatriz”, finalizou.

Fonte: Gil Carvalho