02/04/2014 17:22:01

Vereador Rildo Amaral destaca participação de policiais militares na Tribuna Popular‏

Durante 20 minutos militares falaram sobre o movimento grevista deflagrado desde a semana passada

. Foto:
Hemerson Pinto, colaborador O tempo de 20 minutos na Tribuna Popular na Câmara de Vereadores de Imperatriz foi usado na manhã de hoje pela Polícia Militar do Maranhão, representada pelo soldado Dauvane Silva. A instituição de segurança pública chega ao oitavo dia de greve. Entre as reivindicações da categoria, reajuste salarial de 18% e melhores condições de trabalho. Os vereadores manifestaram apoio aos militares do 3º Batalhão de Polícia Militar de Imperatriz. Um grupo de formado por soldados, sargentos, cabos e tenentes compareceu à galeria para ouvir o depoimento do companheiro de trabalho e os pronunciamentos dos legisladores. O uso da tribuna pela PM foi sugestão do vereador Rildo Amaral. Para o vereador Raimundo Roma ficou claro o objetivo dos militares do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. “Eles não são robôs ou máquinas, precisam da estrutura necessária para fazer um bom combate”, declarou, reconhecendo o empenho de alguns policiais, que mesmo em situação de greve, se deslocam para atender ocorrências quando são acionados pelos telefones particulares. Aurélio Gomes revelou ser a favor da luta e considerou um desrespeito com a classe a soltura de bandidos logo após serem apresentados pela Polícia Militar na delegacia de Polícia Civil. “Gostaria que o governo respeitasse a categoria”, disse, referindo-se a estrutura oferecida à Polícia Militar para o combate ao crime em Imperatriz. O policial militar Dauvane lembrou a violência de décadas atrás que ficou registrada na história de Imperatriz, inclusive com assassinatos de padres, políticos, advogados e prefeito. Sobre os dias atuais, o soldado teme, afirmando que a população está à mercê da insegurança. “Desde de quarta estamos de braços cruzados reivindicando nossos direitos. O policial perdeu a motivação de atender ocorrências”, desabafou.

Fonte: