José Carlos rebate denúncia e diz que tentam colocar opinião pública contra os vereadores‏


Post

Imperatriz – O vereador-presidente José Carlos Soares Barros (PV) rechaçou nessa quinta-feira (26) durante pronunciamento na tribuna “Freitas Filho” matéria publicada em blogs e distribuída em grupos de whatsapp que tenta colocar a opinião pública contra os vereadores que apoiaram na eleição passada o deputado estadual Antônio Pereira (DEM).

“Esse canalha correu nas redes sociais, elaborou texto bem feitinho, colocando a opinião pública contra os vereadores”, disse ele, ao lembrar que médicos prestadores de serviços à Bem-Viver, entidade que gerenciava algumas unidades hospitalares e laboratórios no Maranhão, “nem todos são corruptos ou participaram de desvio de recursos públicos”.

Ele desafiou qualquer cidadão a provar durante o período que apoiou por duas vezes à candidatura à reeleição do deputado estadual Antônio Pereira qualquer oferta de emprego para eleitores ou correligionários políticos em alguma das empresas do parlamentar, alvo de investigação na operação “Sermão dos Peixes”, deflagrado pela Polícia Federal no Maranhão.

“Estou com 27 anos na vida pública, pois nunca respondi inquérito policial civil, muito menos da Polícia Federal; houve a ‘Revolução de Janeiro’ com a apuração dos fatos, o qual teve dois processos envolvendo 516 pessoas e outro com 212, com 19 prisões decretadas, onde naquela época os adversários sonhavam em ver meu nome envolvido nessa questão”, recorda ele, ao enfatizar que “não leva desaforo para casa de ninguém que tenta intimidar e destruir a carreira de homens públicos de Imperatriz”.

José Carlos Soares afirmou ainda que “existem alguns canalhas que pegam a caneta e acham no direito de denegrir a imagem do homem público, sem observar que o mesmo é um pai de família, generalizando a classe política em modo geral”. “Temos visto nas redes sociais e grupos de whatsapps verdadeiros gangster, pilantras e usurpadores do dinheiro público que vivem extorquindo políticos, mas quando o vereador ou político diz que não tem dinheiro, eles começam a denegrir imagens de homens e mulheres que compõem a política do sul maranhense e da capital São Luís”, asseverou.

 

O presidente da Câmara Municipal assinalou que a Polícia Federal não citou, em momento algum, o envolvimento de vereadores da Câmara de Imperatriz no episódio da operação “Sermão dos Peixes”. “Esse canalha fez esse texto por pura maldade e perversidade, pois sabe que alguns vereadores dessa Casa de Leis apoiaram à reeleição do deputado estadual Antônio Pereira”, concluiu.