Central 190 da Polícia Militar apresenta falhas em Imperatriz.‏


Post

Imperatriz – A comunidade tem reclamado de falhas no serviço 190 do Centro de Operações da Polícia Militar do 3º BPM (Batalhão da Polícia Militar), sediado em Imperatriz. O problema foi denunciado pelo vereador Raimundo Roma (PSL) na tribuna “Freitas Filho”, da Câmara Municipal.

“A situação está muito difícil, inclusive temos visto uma deficiência grande na central de recebimento de denúncias do 190, pois muitas pessoas reclamam que ligam, porém não conseguem ser atendidas pelo Copom”, relata ele, que acompanhou o caso envolvendo um comerciante do bairro Novo Horizonte que, em pleno meio dia, três elementos entraram no estabelecimento comercial e renderam à família do proprietário.

Ele conta que um vizinho desconfiou da situação e tentou por várias vezes ligar no 190 da Polícia Militar, porém sem êxito, embora os bandidos tenham ficado por mais de 20 minutos no interior da residência da vítima no bairro Novo Horizonte. “Estavam pressionando à família com um revolver na cabeça da filha para que entregasse todo dinheiro, e depois que tudo aconteceu ficamos sabendo que se tivesse uma comunicação eficiente os bandidos teriam sido presos”, diz.

Roma assinala que, embora tenha feito constantemente reivindicações para melhoria da segurança pública em Imperatriz, diz que ainda tem esperança no governo Flávio Dino, mas lembra que a cidade pede socorro imediato por causa da gravidade do problema. “Sobre essa situação da central 190 temos falando há muito tempo, mas nada tem sido feito, esperamos contar com a sensibilidade da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA)”, acrescenta. 

O parlamentar observa que, sem a melhoria das condições de trabalho, é praticamente impossível a polícia dar bons resultados à sociedade de Imperatriz. “Essa estrutura somente vem de um lugar: do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública”, finalizou.