“É preciso normalizar o serviço de transporte coletivo”, diz José Carlos‏


Post

Imperatriz – Os trabalhadores, alunos e os moradores dos bairros e povoados estão sofrendo há mais de 30 dias com a greve do transporte coletivo deflagrada pelos funcionários das empresas, observou o vereador-presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, José Carlos Soares Barros.

Segundo ele, a comunidade tem sido sacrificada com a greve do transporte coletivo, custeando elevadas passagens dos serviços de mototáxi  e táxi para conduzir os filhos a escola, para chegar ao serviço e em casa.

“O povo espera das autoridades, dos vereadores e do prefeito Sebastião Madeira uma decisão para resolver definitivamente essa questão do transporte coletivo em Imperatriz”, disse ele, que solicitou providências ao município no sentido normalizar o serviço de transporte de coletivo de passageiros urbano em Imperatriz.

José Carlos Soares Barros assinala que “medidas devem ser adotadas emergencialmente para assegurar o direito de ir e vir da população, dos trabalhadores e dos alunos que estão sendo prejudicados durante esse período de greve dos servidores da Viação Branca do Leste (VBL)”.

 

“O povo não pode sofrer com a interrupção desse serviço, considerado essencial a cidade, mesmo diante desse estado de greve deflagrado pelos funcionários das empresas de transporte coletivo”, finalizou.