20/10/2015 13:48:00

Agentes de trânsito poderão utilizar armamento não letal‏

Projeto de Lei começa a tramitar nas comissões permanentes da Câmara Municipal

 Vereador Rildo Amaral defende que agentes de trânsito utilizem armamentos não letais Vereador Rildo Amaral defende que agentes de trânsito utilizem armamentos não letais. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

 

Imperatriz – Proposta para que os agentes de trânsito passem a utilizar armamento não letal começa a tramitar na Câmara Municipal de Imperatriz. O Projeto de Lei nº 034/2015, de autoria do vereador Rildo de Oliveira Amaral (SD), visa aditar o dispositivo à Lei Ordinária nº 1.593/2015 – o recém aprovado Estatuto do Servidor Público Municipal Efetivo de Imperatriz.

Se aprovado pela maioria dos vereadores, o Poder Executivo ficará autorizado a disponibilizar armamento não letal, como por exemplo, taser ou similar (arma de choque), pistola de bala de borracha, cassetete, spray de pimenta, colete balístico e algemas aos agentes municipais de trânsito de Imperatriz.

Rildo Amaral assinala que “a medida é necessária e visa preservar a integridade física dos agentes municipal de trânsito, porém observa que somente deve ser colocada em prática mediante avaliações necessárias e indispensável treinamento militar”. 

Ele justifica ainda que “os agentes de trânsito recebem inúmeras ameaças e agressões quando do exercício da função nas ruas de Imperatriz, correndo riscos físicos”. Ele prevê que com a aprovação dessa lei a situação deverá fica mais sob controle, reduzindo em até 90%, se não mais, ocorrências de ameaças e agressões aos agentes de trânsito de Imperatriz. 

Fonte: Gil Carvalho/ Assessoria