14/10/2015 14:34:40

Obras da Unidade de Saúde do Anhanguera paralisam pela quarta vez‏

O vereador Carlos Hermes (PCdoB) cobrou agilidade na conclusão das obras

Em tribuna, o vereador destaca que a lentidão das obras prejudica à população Em tribuna, o vereador destaca que a lentidão das obras prejudica à população. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

Iniciadas há cerca de dois anos, as obras da Unidade Mista de Saúde do Parque Anhanguera continuam em ritmo lento, inclusive, encontrma-se paralisadsa. Em tribuna, o vereador professor Carlos Hermes (PCdoB) já cobrou inúmeras vezes o término da construção, a mais recente foi, nessa terça-feira (13),  durante pronunciamento na Câmara Municipal.

A unidade de Saúde beneficiará a população dos bairros Anhanguera, Buriti, Leandra e também do Bacuri, com assistência médica permanente. Entretanto, com a lentidão das obras os mais prejudicados são os moradores da região que ficam sem atendimento médico mais próximo de casa.  Carlos Hermes, que acompanha o processo desde o início, destacou que não há respostas efetivas por parte da prefeitura e nem da empresa responsável pela construção, a respeito da lentidão e das paralisações das obras.

“O prédio está em andamento há quase dois anos e a construção já parou quatro vezes. Eu tenho feito inúmeras cobranças a respeito disso, mas, não há soluções concentras para o problema. O que está faltando? A empresa diz que há três meses não recebe os recursos da Caixa, a prefeitura diz que o problema é com o convênio, que precisaria de um aditivo. Fato é que ninguém dá uma reposta eficaz e a população sofre com isso”.

O vereador relembrou ainda que a unidade mista é resultado de uma indicação dele feita ao Município, em 2013. “Cobramos que fosse construído ali um posto de saúde, porque havia uma obra iniciada e parada há dez anos. Diante disso, solicitamos à secretaria municipal de Saúde um posto para aquela região, a qual respondeu ao meu gabinete que ele seria construído, visto que, o Município havia recebido do Governo Federal a autorização para construção de seis unidades básicas de saúde”. 

Carlos Hermes enfatizou, também, que enquanto não há a entrega da unidade mista, a prefeitura tem gastos com o aluguel de prédios privados, para realizar o atendimento àquela comunidade. “Os bairros Parque Anhanguera, Parque do Buriti, Bairro Leandra e Bacuri não dispõem de postos de saúde em prédios públicos, ou seja, são casas alugadas, portanto, há uma rotatividade de mudança de endereço. Por isso, tenho cobrado a conclusão daquela obra, e peço que os colegas me ajudem e façam cobrança, também, para que o Município conclua as obras daquele posto de saúde”. 

Fonte: Paula de Társsia