26/08/2015 15:13:28

Ciclofaixa pode ser implantada na Avenida Beira-rio‏

Proposta é do vice-presidente da Câmara Municipal Esmeradhson de Pinho

Vice-presidente Esmeradhson de Pinho propõe implantação de ciclofaixa na Avenida Beira-rio Vice-presidente Esmeradhson de Pinho propõe implantação de ciclofaixa na Avenida Beira-rio. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

Imperatriz – O vice-presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, Esmeradhson de Pinho (PSDB), defendeu ontem, durante entrevista à reportagem, a implantação de ciclovia na Avenida João de Deus Fiquene, a conhecida Beira-rio, na área destinada à prática de caminhada. A medida visa disciplinar a utilização do espaço público, oferecendo mais segurança aos atletas e motoristas que diariamente circulam pela Avenida Beira-rio.

“Precisamos instituir a política de mobilidade urbana, [Lei Ordinária n° 1.555/2014], sancionada recentemente pelo prefeito Sebastião Madeira, começando pela implantação de ciclovias nas principais vias públicas de Imperatriz”, propôs ele, que encaminhará à solicitação ao secretário municipal de Trânsito e Transportes (Setran), José de Ribamar Alves Soares, o cabo J. Ribamar.

Ele ressalta que um levantamento técnico para implantação da ciclovia no setor da Beira-rio chegou a ser realizado, porém ainda não foi instalado pelo órgão de trânsito em Imperatriz. A medida, completa o vereador, “é uma necessidade dos usuários que clamam por um espaço mais seguro para a prática de caminhada e do ciclismo na Beira-rio”.

“Essa é a maior área pública de lazer da cidade, inclusive dispõe de horário regulamentado exclusivamente para essa finalidade, mas o ideal é que fosse implantada essa ciclovia pela Setran”, disse ele, que pretende sensibilizar o secretário de Trânsito, cabo J. Ribamar.

Esmeradhson de Pinho lembra que a primeira ciclovia surgiu em 1862, quando a Prefeitura de Paris separou um espaço específico para as bicicletas, para que estas não transitassem junto às carroças e charretes. 

Ele observa que na ciclofaixa a bicicleta possui uma área totalmente separada e independente do tráfego de veículos, podendo ser em um ou em dois sentidos da via. “Vamos aguardar que essa proposta seja efetivada na Avenida Beira-rio, visando atender ao clamor da comunidade que utiliza aquele espaço de lazer e esporte”, finaliza.

Fonte: Gil Carvalho/ Assessoria