17/06/2015 22:08:51

Evento discute direitos da pessoa com deficiência em Imperatriz‏

Durante a conferência, Hermes destacou que é preciso garantir a acessibilidade às pessoas com deficiência

Carlos Hermes participa de abertura Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência Carlos Hermes participa de abertura Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

“Os desafios na implementação da política da pessoa com deficiência: a transversalidade como racionalidade dos direitos humanos". Este é o tema da III Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência, que tem por objetivo de discutir temas que contribuirão para novas diretrizes e ações estratégicas para a superação do modelo tradicional de políticas públicas para a pessoa com deficiência. 

Ao participar da mesa de abertura do evento, o vereador professor Carlos Hermes do PCdoB, destacou a importância da garantia dos direitos dos cidadãos. “Presenciamos o desrespeito aos direitos humanos, à minoria, aos movimentos sociais organizados, e não é diferente com as pessoas com deficiência. Temos que combater esta prática e valorizar a diversidade humana. Neste sentido, vemos a necessidade de promover e proteger os direitos de todas as pessoas com deficiência, de todos os cidadãos. E temos a consciência de que é preciso implantar políticas públicas que garantam os direitos do cidadão em sua totalidade”. 

Carlos Hermes ressaltou ainda que a acessibilidade da pessoa com deficiência deve ser debatida no sentido amplo do conceito. “É preciso a conscientização de que os limites individuais, as barreiras físicas, não são os principais desafios a respeita da acessibilidade, mas os limites e as barreiras impostos socialmente. Com isso, precisamos fomentar o respeito pela dignidade destes cidadãos, assim sendo, combater o preconceito, estereótipo e desrespeito a eles. 

A Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência será realizada até esta quarta-feira (17), na Unidade Regional de Educação de Imperatriz.  Durante o evento, devem ser discutidos os seguintes eixos: Gênero e Deficiência; Raça e Deficiência; Órgãos Gestores e Instâncias de Participação Social e interação entre os poderes e os entes federativos.

 

Fonte: Paula de Társsia/Assessoria