23/04/2015 23:31:16

Excedentes do concurso da PM participam de “Tribuna Popular”‏

Eles querem a convocação de mais 200 candidatos para Imperatriz

Os candidatos excedentes do concurso da PM participam de “Tribuna Popular” Os candidatos excedentes do concurso da PM participam de “Tribuna Popular”. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

Imperatriz – Os candidatos aprovados no concurso público da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) realizado em 2012, porém prorrogado por mais dois anos pelo governador Flávio Dino (PCdoB), participaram na manhã dessa quinta-feira (23) de “Tribuna Popular” na Câmara Municipal de Imperatriz.

O espaço para que os excedentes utilizassem a “Tribuna Popular” foi solicitado à presidência da Mesa Diretora pelo vereador Rildo de Oliveira Amaral (SD). Ele acompanha desde o início a luta dos candidatos que sonham em reforçar os quadros da Polícia Militar do Maranhão.

Rafael Arruda, candidato aprovado no certame, justifica que um dos setores priorizados pelo novo governo tem sido o da segurança pública, inclusive convocando mil candidatos que contribuirão para reforçar os quadros da Polícia Militar. Porém, alega ele, desse percentual somente 27 candidatos serão lotados em Imperatriz, a segunda maior cidade do Maranhão.

“É um absurdo! Temos uma grande população flutuante e uma cidade com uma forte economia, porém enfrenta grave problema com aumento de ocorrências de roubos e furtos de veículos e de assaltos às residências, situação que inibe o crescimento do município”, pondera ele, que clama ao governador Flávio Dino e ao secretário Jefferson Portela (Segurança) a convocação de pelo menos 200 candidatos excedentes do último concurso público para Imperatriz.

Ele argumenta que a população imperatrizense anseia por investimentos no setor da segurança pública no governo Flávio Dino, eleito com mais de 85% dos votos válidos em Imperatriz. Ele considerou desproporcional o critério adotado para lotação dos candidatos aprovados no concurso, como é o caso de São Luís [478 candidatos]; Açailândia [55 candidatos]; Rosário [43 candidatos]; Pindaré [39 candidatos] e Imperatriz [27 candidatos].

Kaio Negrão, que também utilizou a “Tribuna Popular”, entende que o governo estadual precisa reestruturar o sistema de segurança pública em Imperatriz, reforçando-o com a ampliação do efetivo para o combate à criminalidade, visando oferecer proteção ao cidadão que clama por tranquilidade. 

“Essa é uma luta da coletividade de Imperatriz, pois os índices de criminalidade crescem de forma assustada em nossa cidade, sendo de responsabilidade da Polícia Militar realizar esse trabalho preventivo e ostensivo”, disse ele, ao lembrar que “esse é o governo da esperança para o povo de Imperatriz, devendo anunciar nessa segunda convocação, prevista para segunda quinzena de maio, um número considerável de candidatos excedentes para PM em Imperatriz.”.

Fonte: Gil Carvalho/Assessoria