Câmara de Vereadores aprova reajuste de salário aos servidores‏


Post

Imperatriz – O Projeto de Lei nº 04/15, que reajusta o salário dos empregados públicos efetivos e comissionados da Câmara Municipal de Imperatriz, foi aprovado na sessão ordinária dessa quinta-feira, 19. A sessão, que chegou a ser suspensa por 20 minutos, debateu o aumento salarial na sala das comissões, submetendo-o a votação no plenário Léo Franklin.

Depois de ter sido aprovado, o vereador-presidente José Carlos Soares Barros (PTB) reuniu no gabinete da presidência os servidores para anunciar o percentual de reajuste na ordem de 9.91% (comissionados) e de 11,91% (efetivos).

“Há 25 anos, o vereador ganhava 35 salários mínimos em Imperatriz, ou seja, atualizando daria R$ 27.580,00, porém o salário chega hoje a R$ 10.024,00, pois nessa mesma proporção que se achatou o salário dos vereadores, assim aconteceu com os dos servidores do legislativo”, observou ele, que defende a valorização dos servidores do Poder Legislativo.

José Carlos assinalou ainda que durante o mandato o parlamentar possui muitas despesas e que necessita de um salário digno com a representatividade. E lembrou que na proporção que se vai ganhando, o salário do vereador vai se dissolvendo.

O vereador-presidente reconhece que o reajuste, acima da inflação de 6.41% não irá impactar a folha de pagamento dos servidores da Câmara Municipal. “Os efetivos terão  reajuste de 9.91%, mas o disparo de 2%, previsto na Lei Orgânica do Município, chegando a 11.91%”, justificou.

José Carlos também anunciou que a assessoria jurídica está elaborando o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) que será apresentado, debatido e votado em plenário. “Espero que quando esse plano estiver pronto possa trazer uma progressão salarial muito melhor para os servidores da Casa de Leis”, prevê. 

Mudança – Ele também ressaltou que “a cara da câmara municipal mudou, começando pela dos servidores, se tornando a cada dia que passa um lugar mais agradável”. “A ideia é melhorar cada vez mais, pois aqui é a casa do povo”, finalizou.