19/02/2015 15:48:07

Câmara homenageia o delegado Assis Ramos com Moção de Aplauso‏

A honraria foi aprovada por unanimidade em reconhecimento aos serviços prestados pelo delegado na cidade

Delegado Assis Ramos recebe Moção de Aplauso da Câmara Municipal de Imperatriz Delegado Assis Ramos recebe Moção de Aplauso da Câmara Municipal de Imperatriz. Foto: Antonio Pinheiro

Imperatriz – A primeira sessão ordinária quinta-feira (19), depois do feriado de carnaval começou com a homenagem ao delegado Francisco de Assis Ramos. A honraria indicada pelo vereador Fidelis Uchoa (PRB) foi aprovada por unanimidade. O delegado deixa Imperatriz para trabalhar em Açailândia.

Assis Ramos usou a Tribuna Freitas Filho para agradecer à população de Imperatriz pelo reconhecimento do seu trabalho.

“Em poucos anos de trabalho recebi duas honrarias que me deixaram orgulhoso. A primeira de Cidadão Imperatrizense pelo vereador Buzuca; agora do vereador Fidelis com a Moção de Aplauso. Essas honrarias chancelam meu trabalho pelo reconhecimento da população, uma vez que esta é a casa do povo.”

O delegado falou ainda sobre as dificuldades enfrentadas quando chegou à Polícia Civil de Imperatriz e que segundo ele, o quadro não mudou muito, principalmente em relação ao efetivo de policiais que vem diminuindo a cada dia. Alguns sendo transferidos para São Luís, outros se aposentando ou morrendo. Assis Ramos reforçou a força política dos vereadores e pediu que as cobranças continuem para que “Imperatriz não seja mais vista   como a cidade da pistolagem, dos crimes não elucidados”.

“Os vereadores com a força que possuem devem cobrar. A segurança pública é de responsabilidade do Estado, mas todos nós temos o dever solidário de contribuir. Imperatriz é a segunda capital do Estado, segundo o Governador e não tem que ser observada mais como cidade do interior.” 

Ramos finalizou seu discurso de agradecimento parafraseando o cantor Milton Nascimento com a letra da música Encontros e despedidas: “o trem da partida é o mesmo que chega...então, estou partindo como profissional, mas posso chegar a qualquer momento”.

Fonte: Mari Marconccine