05/02/2015 00:02:57

“Estou pronto para embarcar numa viagem desafiadora”‏

Com estas palavras o professor Adonilson começa seu primeiro discurso como vereador

Professor Adonilson Lima faz primeiro discurso como vereador Professor Adonilson Lima faz primeiro discurso como vereador. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

Em seu discurso de estreia na Tribuna da Câmara Municipal de Imperatriz, o Vereador professor Adonilson Lima do PCdoB traçou um paralelo entre a   história de vida, luta política e os pilares que vai defender nos próximos dois anos de mandato.

Adonilson falou dos desafios à enfrentar e da necessidade de se repensar como os mandatos se relacionam com o cotidiano da cidade.” A   ação legislativa pode se consagrar às grandes causas do desenvolvimento e do futuro da nossa capital do sul maranhense”, frisou o vereador destacando a esforço necessário para implementar os projetos de interesse coletivo.

Ação legislativa

O professor Adonilson Lima falou de   quatro pontos estratégicos a serem defendidos na ação legislativa:

Comissão Permanente para Regularização Fundiária- O primeiro deles, o fortalecimento do trabalho das comissões técnicas e a sugestão de criação de uma comissão permanente para regularização fundiária. “Esse é um tema desafiador das grandes metrópoles, temos duas cidades,  a regular e a irregular, temos em Imperatriz quase cem comunidades que lutam por suas regularizações”, justificou Adonilson

Descentralização da Câmara - O segundo ponto defendido por Adonilson foi a defesa com maior intensidade do processo de descentralização da câmara com a realização das audiências públicas nas regiões onde os problemas ainda imperam com mais agravantes. “Vamos debater com as comunidades, não só a parcela destinada aos investimentos, dar um passo além, discutir o orçamento como um todo, acompanhando a execução das obras e serviços”.

Uma Agenda Estratégica para o Futuro - O terceiro, Adonilson vai defender a necessidade de constituição de um Fórum Permanente de debates tendo como parceiros, a sociedade civil organizada, urbanistas, universidades para “formularem uma agenda estratégica de temas desafiadores que a nossa capital enfrenta, como por exemplo, o planejamento urbano, a circulação de trânsito, a segurança pública, planejamento familiar, entre tantos outros...”

Criação do Instituto de Altos Estudos em Desenvolvimento -  O professor Adonilson Lima sugeriu a criação do Instituto como instrumento de produção do conhecimento em favor do progresso econômico, político e social da cidade . “As capitais que mais avançaram nas últimas décadas fizeram uso desse instrumento. Por que nós não podemos aprender com essa experiência? Indagou Adonilson reforçando o apoio das organizações da sociedade civil e universidades neste projeto.

Fonte: Gabinete/Assessoria