09/08/2014 00:59:15

Quatro quilômetros de asfalto serão investidos no Bacuri‏

Vereador José Carlos anuncia que a prefeitura asfaltará 800 metros da rua Dom Pedro II, desobstruindo a via para o tráfego de veículos

Vereador Buzuca: Município não é responsabilidade apenas do prefeito Vereador Buzuca: Município não é responsabilidade apenas do prefeito. Foto: Fábio Barbosa/Assimp

Imperatriz - O prefeito Sebastião Madeira manifesta preocupação com a queda de arrecadação de impostos em Imperatriz, principalmente depois da conclusão das obras de instalação de uma grande indústria de papel e celulose e a desaceleração da economia em âmbito nacional, inclusive com a queda do PIB (Produto Interno Bruto). A observação é do vereador José Carlos Soares Barros (PTB), o Zé Carlos, líder do governo na Câmara Municipal.

 

Ele assinala que os pátios das montadoras estão amontados de veículos no sul e sudoeste do País, assim como a venda de imóveis despencou na cidade, deixando de gerar impostos como o ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) e muitos moradores estão sendo condições de quitar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano-2014).

 “O país praticamente parou, mas não podemos aceitar que nestes últimos 60 dias tentam, a todo custo, denegrir a imagem do cidadão Sebastião Madeira”, rechaça.

O vereador lembra que o prefeito Madeira foi reeleito pela capacidade e o desejo de servir o povo de Imperatriz, embora não compreendam que o país enfrente esse reflexo da crise financeira que assola pequenos e médios municípios brasileiros. “Imperatriz é um caso especial: após a construção dessa indústria de celulose foram demitidos mais de 13 mil operários que trabalharam na montagem dessa unidade fabril, perdendo a capacidade de renda com os aluguéis, combustíveis e supermercados que contribuíam para geração de impostos”, frisa.

José Carlos garante que o município está sem condições de realizar, em ritmo acelerado, grandes obras na área da infraestrutura em Imperatriz, chegando a ser motivo de “tripudiação” chegando a “contaminar” a base aliada do prefeito Sebastião Madeira, na Câmara Municipal. “A previsão é que os serviços sejam concluídos nesses próximos 60 dias nessa região do Bacuri”, disse.

Ele solicitou à comunidade compreensão quanto ao problema da escassez de recursos, mas que esforços estão sendo mantidos pelo prefeito Madeira para conseguir junto aos governos estadual e federal verbas para obras de drenagens e asfaltamento das principais ruas dos bairros de Imperatriz.

Responsabilidade – O vereador José Carneiro Santos (PSDB), o Buzuca, entende que “todos estejam ansiosos por mais ações na área da infraestrutura, porém solicitou cautela aos colegas e a comunidade de Imperatriz”. “A cidade não é responsabilidade apenas do município, mas também do Estado e da União, mas ninguém do corte de recursos federais, deixando a maioria dos municípios em situação de falência”, rechaçou.

 

Para ele, os colegas não devem se precipitar em seus discursos e lembra que a cidade vive há 163 anos com esse problema de infraestrutura, embora muita coisa tenha sido feita nestes últimos cinco anos pelo governo do prefeito Sebastião Madeira. “Esse grupo que domina há décadas o nosso estado nunca teve interesse em investir em políticas públicas em Imperatriz, a segunda cidade mais importante do Estado do Maranhão”, finalizou.

 

 

Fonte: Gil Carvalho