Pátio da prefeitura se transformou em cemitério de ambulâncias, diz vereador‏


Post

Imperatriz – A expectativa dos vereadores que retornam nessa terça-feira (5) do período de 30 dias de recesso parlamentar é de muito trabalho na Câmara Municipal de Imperatriz. “Esse recesso foi apenas aqui na Câmara, pois todos os vereadores continuaram realizando normalmente seu trabalho nos bairros e povoados do nosso município”, observou o vereador Francisco Rodrigues da Costa (PR), o Chiquim da Diferro.

Ele adiantou que solicitará ao prefeito Sebastião Madeira e a secretária Conceição Madeira (Saúde) providências para que sejam revitalizadas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que estão no fundo do pátio da Prefeitura de Imperatriz, no Centro. “Temos que acabar com esse ‘cemitério de ambulâncias’. Já chega!”, disparou.

Ele lamenta o descaso e diz que a cidade dispõe de poucas ambulâncias para atender a grande da população dos bairros. “Temos, novamente, esse monte de ambulância quebrada no pátio ali atrás da prefeitura, pois anteriormente foi uma briga minha e a secretária determinou a reforma das mesmas que beneficiou a nossa população”, frisa.

Chiquim também observou que em vários municípios da região existem ônibus escolares e caminhões no pátio das prefeituras, mas em Imperatriz dispõe de apenas um ônibus para o transporte de alunos viabilizado na época pelos vereadores Raimundo Costa e Chiquim da Diferro junto ao então deputado federal Elizeu Moura.

Ele entende que o município deveria ter uma frota de ônibus escolares para ajudar no transporte dos alunos que moram em bairros e povoados que ficam distante da sede administrativa.

Já o vereador Antônio Fernandes de Oliveira (DEM), o Antônio José, presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Câmara Municipal, pretende questionar ainda na sessão dessa terça-feira (5) o problema da transferência de um grupo de vendedoras de paneladas da Avenida Bernardo Sayão, próximo as Quatro Bocas, no bairro Nova Imperatriz.

“Sou contra a mudança das paneladas das Quatro Bocas para ser instalado em frente a uma escola municipal [Urbano Rocha] situada na Avenida Bernardo Sayão, pois dessa forma querem acabar de vez com a educação de Imperatriz”, disparou ele, que considera um desrespeito a possível instalação do panelódromo em frente à Escola Municipal Urbano Rocha.

O parlamentar sustenta que a “ideia da prefeitura de instalar o panelódromo defronte à escola contraria o Código de Posturas do Município”. “O Código diz que praças e escolas não podem ter placas e vendas nesses locais; não sou contra o panelódromo, mas deve ser instalado em área particular alugada ou comprada pelo município”, finalizou.