31/05/2014 19:36:46

Carlos Hermes: “a relação com a sociedade é fundamental para um presidente”‏

O pré-candidato defende a democratização do Parlamento e o respeito às instituições, às classes trabalhadoras e à sociedade

Vereador Carlos Hermes utiliza a tribuna Freitas Filho Vereador Carlos Hermes utiliza a tribuna Freitas Filho. Foto: Fábio Barbosa

Imperatriz- O vereador Carlos Hermes Ferreira da Cruz (PC do B), pré-candidato à presidência da Câmara Municipal de Imperatriz, falou das propostas da sua candidatura que são baseadas em três plataformas sendo a primeira delas a democratização do Parlamento. “Essa democratização trata-se de popularizar o Parlamento. Portanto, a transmissão diária das sessões via rádio, ao vivo, que foi uma indicação minha no ano passado vou fazer como presidente, para que o cidadão saiba quais são os temas debatidos por essa casa”.

Para Carlos Hermes é de grande importância que os eleitores saibam quais são os vereadores que estão defendendo a população de fato e aqueles que estão defendendo seus interesses pessoais. Sua segunda proposta é a digitalização das leis em vigência no município e a publicação no site da câmara de todas as leis aprovadas e que estão vigorando, onde o cidadão tenha acesso na íntegra de todas as leis do município.

O candidato também defende uma proposta do vereador Marco Aurélio Azevedo (PC do B) que é a criação da emenda parlamentar para os vereadores. “Essa parcela do município para emendas, faria com que o parlamentar não dependesse tanto do prefeito, e que ele destinaria para sua área, seja para o esporte, educação. Assim o vereador também pode dar uma resposta mais concreta ao seu eleitor”, justificou.

Respeito – Segundo o vereador, apesar de a maioria já ter declarado voto ao concorrente de chapa José Carlos, torce para que haja uma alteração  até o dia 5 (dia da eleição), porque acha que o perfil que defende é um perfil diferente do candidato. 

“Acho que o tratamento com a sociedade até então demonstrado é ruim, não esqueço que esse mesmo vereador já destratou professor e estudante, de forma autoritária. A relação de respeito com a sociedade é fundamental que um presidente tenha, respeito às instituições, respeito às classes trabalhadoras”.  

Fonte: Mari Marconccine