Presidente da Câmara Municipal analisa as eleições do legislativo e se diz tranquilo com o resultado‏


Post

Data: 18/11/2020 | Fonte: Sidney Rodrigues - ASSIMP | Fotografo: Fábio Barbosa

José Carlos não concorreu à reeleição

Na manhã desta terça, 17, o presidente da Câmara Municipal de Imperatriz manifestou sua opinião no plenário da casa de leis sobre as eleições, e disse que se tem um homem nessa cidade que dorme com a consciência tranquila, é ele.

Admitiu ter defeitos, mas que procura ser correto em suas decisões. Fez sua pré-campanha de prefeito e convidou os colegas a o acompanharem, se não desse certo ele garantiu que iria ajudar os vereadores e não seria mais candidato, e assim o fez.

 

“Não estou aqui pelo dinheiro e é fácil lidar com um homem que não é guiado pela ganância. Atendi ao pedido do PATRIOTAS, coloquei até meu filho para ser candidato, mas eu apoiei Bebé. Na política existe uma luta pelo poder, mas não estou aqui por isso.

Não destratei, não persegui, não atrapalhei ninguém. Pelo contrário, fiz até o que não podia para ajudar quem fosse possível. A média de votos baixou muito e foi de 100 votos para os bem votados. Pulverizou tudo e a eleição foi decidida pelo poderio econômico, de uma forma que nunca tínhamos visto na história de Imperatriz. Quem tinha dinheiro para pagar militância e juntar pessoas, conseguiu se eleger. Infelizmente é o país que vivemos.

Esperamos que os deputados e senadores corrijam isso, pois essa legislação prejudicou enormemente, principalmente as mulheres. É uma eleição inviável, impossível.

Várias pessoas zeraram os votos, houveram mais desistências. As representantes femininas ficaram de fora. Teremos apenas 2 mulheres na câmara no próximo mandato, eram 4. Foram 18 para o embate, 12 conseguiram lograr êxito”, analisou.

 

O presidente disse que essa foi a primeira eleição que ficou de fora vendo tudo, analisando, foram 6 mandatos em que não pôde fazer isso e que os líderes devem ser pessoas capazes de dar passos para frente e recuar, mas muitos não tiveram essa consciência, nem a humildade, o que no fim prejudicou a cidade.

Para ele minaram as bases de muitos vereadores, e por isso alguns não se reelegeram.

“Parabéns Aurélio, Zesiel, Carlos Hermes, Paulinho, João Silva, Fábio, Ricardo, Alberto e Pimentel, e aos mais votados Terezinha, Adhemar Jr e Bebé pela força e heroísmo de uma câmara que trouxe 2/3 dos vereadores atuais de volta. Parabéns a quem venceu pela primeira vez, mas que já lutaram e foram candidatos em outras eleições. Não é fácil”.

José Carlos finalizou dizendo que essa legislatura estará até o último dia do mandato trabalhando, legislando e cumprindo seu papel de fiscais do povo, agilizando o PPA (Plano Plurianual), a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e o que mais for necessário.

Ainda restam 12 sessões pela frente e todos irão trabalhar para limpar a pauta até o início do recesso.