Aprovado mais um ponto para a efetivação do concurso público da Câmara Municipal de Imperatriz‏


Post

Data: 01/10/2019 | Fonte: Sidney Rodrigues - ASSIMP | Fotografo: Sidney Rodrigues

Na manhã de ontem (01), aconteceu única discussão e votação do Projeto de Lei de autoria da Mesa Diretora, que dispõe sobre a reestruturação administrativa da Câmara Municipal de Imperatriz, e dá outras providências.

            O Presidente José Carlos Soares (Patriota) falou sobre o assunto e destacou toda a modernização que a diretoria da casa está realizando.

            Explicou que estão ha oito meses trabalhando no sentido de atender exigências da lei e do Ministério Público, e que foi feito um levantamento dos servidores. Muitos passaram em outros concursos e desistiram do trabalho na Câmara. Foram surgindo vagas para que esse trâmite pudesse acontecer. Seguranças viraram policias militares, intérpretes de Libras, cargos diversos também passaram em outros locais, e falou da inovação que são as vagas para médicos e técnicos de enfermagem, pois existem mais de 200 funcionários e sessões com até mil pessoas, o que faz com que sejam necessários esses tipos de atendimento preventivo e emergencial.

            “Aqui temos funcionários com problemas de saúde, vereadores acima de 70 anos, populares que podem ter algum surto ou algum tipo de enfermidade, e será necessário um plantonista. Eu mesmo já presenciei varias situações em jogos de futebol e outros eventos com aglomeração de pessoas, onde se não tivesse um medico ou um enfermeiro as pessoas teriam morrido. O objetivo aqui é a prevenção e peço a Deus que o tenhamos esse médico para dar essa proteção, mas esperamos que ninguém adoeça ou precise, mas se precisar queremos estar preparados para dar o socorro necessário”, disse o presidente.

            Informou ainda que a reforma está pronta e nada foi inventado. Levantamentos foram feitos em outras câmaras e das vagas necessárias para que esse concurso seja realizado agora.

            Chiquim da Diferro (PSB) é a favor do projeto e exaltou a modernização, mas é contra alguns pontos como a contratação de um médico que não é necessário, pois só serve para momentos de emergência e não se justifica pagar altos salários com dinheiro público para alguém que não ficará na câmara integralmente.

            João Silva (PRB) disse que o presidente é um ótimo administrador e que assim mostra um pensamento grande. Tem orgulho pela visão e forma de administrar dele, por ser conciliador e pela preocupação não só com os servidores, mas para com os munícipes. “Já vi vereadores saindo quase morrendo daqui da câmara e acho que deve ter sim um médico para essa prevenção. Parabéns pela iniciativa”.

            Adhemar Freitas Jr (PSC) acha que um técnico de enfermagem ou enfermeiro seria o ideal, pois são primeiros socorros, mas entende que a mesa diretora faz sempre o melhor para a casa.

            O presidente informou que a intenção é que os munícipes cheguem à câmara e tenham segurança, bom atendimento e até medico para os casos de necessidade.

            Ao final da discussão a matéria foi colocada em votação e foi aprovada por unanimidade.